Container

Palácio do Comércio

Endereço: Rua Sete de Setembro, 274/7º andar - Centro - Pelotas - RS

Telefone: (53) 3307-0313 - - Twitter: @pelotas13horas

Programa: Pelotas 13 Horas, onde o debate é livre e a opinião independente

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Clayton Rocha - Trajetória

    Crônicas

    Voo Livre: Jaguarão e o Resto do Mundo

    Publicado 22/11

    Peguei o livro e fui pra casa, certo de que estava levando comigo meu Jaguarão e o Resto do Mundo. No meio do caminho, mais um obstáculo, uma inebriante ira da memória. Era a lembrança de Irajá e seu livro até hoje inédito, certamente prometido, mas inexplicavelmente não-sabido.

    Da ausência de Mirim, ficou-me um gosto amargo de ressaca naquele balcão de bar, onde perdi o exemplar do Schlee. Não sei até hoje, quem me roubou “Jaguarão” nem o que fizeram com o “Resto do Mundo.”

    Uma quarta-feira é um dia qualquer.

    Deixa de ser quando a rotina das impressões dá lugar a sentimentos inesperados. Foi numa quarta-feira recente, que ouvi, de um estudante de comunicação social, a reprodução de um comentário de Aldyr Schlee, a meu respeito:
    -Ele te preza muito como pessoa.

    Ao fazer essa revelação, Eduardo não sabia estar ligando dois importantes filamentos vitais da minha vida. De um lado, o duto por onde se transporta um desesperado esforço, para que me percebam como ser humano cansado dos próprios erros e requerendo, através destes e daqueles, se digne o mundo conceder- me uma relativa paz de consciência.

    Que outros se manifestassem assim, eu teria razões para desconfiar da lisonja. De Schlee, não.

    O antigo companheiro dos tempos de Opinião Pública e Diário Popular, é dotado de incomparável capacidade para descobrir e interpretar a vida, tanto dentro como fora do seu universo existencial.

    Concluo que tenha farejado a minha luta e, talvez tenha se constituído num privilegiado observador das minhas penitências públicas. Tudo sem concessões, como lhe ordenam os princípios.

    De outra parte, o estudante Eduardo religou a linha que me leva a um antigo questionamento. Que eu não tenha lido “Jaguarão e o Resto do Mundo” até que é compreensível. Ninguém está livre de beber num bar a saudade de um cronista morto, de obra inédita, e a ansiedade de sorver em cada página o talento do amigo escritor.

    O que é de bêbado não tem dono, e nem livro escapa dessa máxima. Inexplicável, mesmo, foi a sucessão de vezes em que fiquei diante da vitrina da Mundial, observando (ou observado?) por “Uma Terra Só”.

    Se por vias indiretas Schlee me manifesta tão fraterno sentimento, tanto melhor que, por igual caminho lhe preste explicações. Mesmo residindo na mesma cidade, temos passado meses sem nos vermos.

    Sei, no entanto, que não mudou, que continua mais teimoso que nunca na honrada fidelidade aos seus princípios. E já não basta isso para justificar a vida?
    Meus olhos são profanos, tanto que possam perturbar as páginas de “Uma Terra Só”. Até hoje eu não tinha imaginado isso.

    Entrevista o Schlee! Procura o Schlee!

    Pergunta ao Schlee! E, assim, frequentemente tenho me socorrido nele, a fim de atender a tantos que me procuram em busca de soluções para questões nas quais ele é especialista.

    Tenho certeza, no entanto, que se lhe contasse que um simples vidro, na vitrina da livraria virou um muro dos meus delírios e me separa de sua obra, o mínimo que ele faria era o presente de um exemplar, com o exemplar reprimida, tão a seu gosto, grávida de neurastênicas reprimendas e mordazes comentários.
    Sei de um cronista, que muito deve à caridade alheia e é tão velhaco que abusa da amizade de um escritor, pedindo-lhes livros de graça.

    Mas afinal, pra que servem os amigos?

    Leia mais sobre: Crônicas, Geral

    Fonte: Deogar Soares, possivelmente no ano de 1984.

    Compartilhe

    Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

    Deixe um comentário

    ATENÇÃO: O comentário não exige identificação e somente será publicado quando aprovado pelo editor do site.

    Siga esta matéria

    Informe seu nome e e-mail abaixo para o sistema enviar um aviso quando houver atualizações nos comentários desta matéria.

    Topo 980x160

    banner4 160x90

    banner1 160x180

    banner2 160x180

    banner2 160x90

    banner1 160x90

    banner3 160x90