Container

Palácio do Comércio

Endereço: Rua Sete de Setembro, 274/7º andar - Centro - Pelotas - RS

Telefone: (53) 3272-1300 - - Twitter: @pelotas13horas

Programa: Pelotas 13 Horas, onde o debate é livre e a opinião independente

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Clayton Rocha - Trajetória

    Da redação

    Suspensão de produção afetará Celulose Riograndense em mais de R$ 600 milhões

    Publicado 11/08

    A empresa Celulose Riograndense (CMPC) vai retomar suas atividades somente no dia 11 de novembro de 2017, a produção da Linha 2 da fábrica, localizada no município de Guaíba, Região Metropolitana de Porto Alegre.

    As atividades estão suspensas desde o dia 13/7, quando iniciou uma parada geral de manutenção na fábrica. Durante o período, deixarão de ser produzidas cerca de 400 mil toneladas de celulose, o que vai trazer um impacto financeiro de US$ 200 milhões – correspondendo a aproximadamente R$ 634 milhões. A Celulose Riograndense garante que a interrupção não vai gerar demissões.

    Do impacto, são US$ 140 milhões relacionados à diminuição nas vendas e US$ 60 milhões de custos para a reparação da caldeira. Conforme comunicado do diretor da CMPC, Hernán Rodriguez Wilson, oficializado junto à bolsa de valores do Chile, o dano será coberto pela seguradora contratada.

    A paralisação está relacionada a um problema ocorrido em fevereiro deste ano em uma das caldeiras, quando a mangueira do equipamento furou. Na ocasião, a produção já havia sido interrompida por 38 dias. Durante a parada geral de manutenção de julho, realizada anualmente nas plantas industriais da empresa, foram encontrados problemas e a Celulose Riograndense decidiu fazer um plano de troca de partes de tubos da caldeira para fazer a reparação definitiva dos danos.

    Em entrevista ao 13 Horas, o Diretor-presidente da Celulose Riograndense, Walter Lídio Nunes, afirmou que a paralisação não vai afetar os contratos com fornecedores e trabalhadores.

    Aqui a nota da Celulose Riograndense (CMPC)

    Nota à comunidade

    A CMPC Celulose Riograndense informa que, durante a parada geral de manutenção realizada no mês de julho, foram executadas inspeções adicionais em vários pontos da caldeira de recuperação da Linha 2. Esta inspeção adicional é uma ação decorrente do evento ocorrido em fevereiro deste ano e que gerou, na ocasião, uma parada de produção de 38 dias.

    Com os dados da inspeção adicional, surgiram duas opções: operar a Celulose Riograndense de forma reduzida ou efetuar um plano de troca de partes de tubos da caldeira para retomar a capacidade nominal ou até superá-la. Com o objetivo de retomar a capacidade plena, optou-se pela segunda alternativa.

    Para implementar esta definição, foi feito um planejamento que implicou em estender a parada até o dia 11 de novembro de 2017.

    Por ser um fato relevante, a CMPC oficializou a decisão junto à bolsa de valores do Chile e informou o seu efeito econômico, estimado em U$ 200 milhões, dano coberto pelo seguro contratado pela empresa.

    Durante o período em que a Linha 2 ficará parada, as demais operações industriais - Linha 1,com capacidade produtiva de 450 mil ton/ano, as plantas químicas e a fábrica de papel que produz 60 mil ton/ano - permanecerão operando nas suas capacidades nominais.

    Em resposta à preocupação manifestada por setores da sociedade, a empresa informa que manterá suas atividades nas diversas áreas conservando os seus contratos com fornecedores vigentes, apenas ajustando o planejamento das atividades, o que não impactará em demissões ou redução do quadro de pessoal próprio ou de terceiros.
     

    Leia mais sobre: Da redação, Geral, Notícias Locais

    Compartilhe

    Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

    Deixe um comentário

    ATENÇÃO: O comentário não exige identificação e somente será publicado quando aprovado pelo editor do site.

    Siga esta matéria

    Informe seu nome e e-mail abaixo para o sistema enviar um aviso quando houver atualizações nos comentários desta matéria.

    Topo 980x160

    banner4 160x90

    banner1 160x180

    banner2 160x180

    banner2 160x90

    banner1 160x90

    banner3 160x90