Container

Palácio do Comércio

Endereço: Rua Sete de Setembro, 274/7º andar - Centro - Pelotas - RS

Telefone: (53) 3272-1300 - - Twitter: @pelotas13horas

Programa: Pelotas 13 Horas, onde o debate é livre e a opinião independente

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Clayton Rocha - Trajetória

    Da redação

    PF investiga crime eleitoral e cumpre mandados de busca e apreensão na Câmara de Vereadores de Pelotas

    Conforme a polícia, suspeitos usaram o programa 'Minha Casa Minha Vida' para comprar votos nas eleições de 2012 e 2016. Uma pessoa foi presa por posse irregular de arma de fogo.

    Publicado 06/06

    A Polícia Federal investiga a prática de crime eleitoral e cumpriu, na manhã desta quarta-feira (6), 10 mandados de busca e apreensão em residências de políticos e na Câmara de Vereadores de Pelotas.

    Uma pessoa foi presa em flagrante por posse irregular de arma de fogo após os policiais encontrarem um revólver calibre 38. Foram apreendidos ainda R$ 59 mil em dinheiro, além de documentos e arquivos digitais. Cerca de 40 policiais federais atuaram na denominada "Operação Dominus".

    Conforme a PF, os investigados usaram o programa "Minha Casa Minha Vida" para comprar votos nas eleições de 2012 e 2016. O inquérito policial foi instaurado em dezembro de 2016, mas as ordens judicias foram autorizadas nesta semana pela Justiça Eleitoral de Pelotas.

    Os suspeitos poderão ser indiciados com base no Artigo 299 do Código Eleitoral, que consiste em "dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita". A pena prevista é de até quatro anos de reclusão, além de multa.

    A PF não divulgou o nome dos políticos investigados, nem mesmo detalhes sobre a operação.

    A Câmara de Vereadores de Pelotas, por meio do chefe de comunicação, diz que ainda não tem informações concretas sobre a operação e, por isso, não irá se posicionar. Contudo, ressalta que está prestando todo o auxílio à PF para o cumprimento das determinações judiciais.

    Leia mais sobre: Da redação, Geral, Notícias Locais, Polícia, Política

    Fonte: G1

    Compartilhe

    Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

    Deixe um comentário

    ATENÇÃO: O comentário não exige identificação e somente será publicado quando aprovado pelo editor do site.

    Siga esta matéria

    Informe seu nome e e-mail abaixo para o sistema enviar um aviso quando houver atualizações nos comentários desta matéria.

    Topo 980x160

    banner4 160x90

    banner1 160x180

    banner2 160x180

    banner2 160x90

    banner1 160x90

    banner3 160x90