Container

Palácio do Comércio

Endereço: Rua Sete de Setembro, 274/7º andar - Centro - Pelotas - RS

Telefone: (53) 3307-0313 - - Twitter: @pelotas13horas

Programa: Pelotas 13 Horas, onde o debate é livre e a opinião independente

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Clayton Rocha - Trajetória

    Clayton Rocha

    Morre Carlinhos Pereira, aos 74 anos

    Publicado 30/11

    Num dia tão lindo, uma notícia tão triste. Ele era um apoiador da Mesa 13 Horas em tempos de Banlavoura. Quebrava todos os galhos do dia a dia do 13 Horas.

    Nossa parceria fortaleceu-se entre 1986 e 2002! O "seu" Carlinhos era peça chave lá no número 302, sempre a postos, sempre com a maior boa vontade do mundo. Chamava-me de "Rocha", e costumava expressar sinais de preocupação quanto aos benefícios que o debate oferecia ao mundo político local. - " Eles não saem daqui em ano eleitoral e, depois de eleitos, simplesmente somem, ô Rocha! Isso não tá correto".

    O "seu" Carlinhos faleceu na madrugada deste domingo, aos 74 anos de idade, de uma parada respiratória. Ele fez o que pode para resistir ao câncer, driblando-o de todas as maneiras, mas acabou sendo vencido pela doença. Entristece-me, e muito, falar sobre a sua morte. Ele era o nosso Forrest Gump lá do Banlavoura, além de dedicado "Pescador das Doquinhas". Divertia-se desempenhando solenemente o papel de contador de histórias!

    Carlinhos Pereira era torcedor fanático do Grêmio Esportivo Brasil, mas amava o América e a Cidade do Rio de Janeiro. É Tio do Rogério Alves, um homem de rádio; e do Jonas Lisboa, seu leal amigo e sobrinho. Nasceu em 17 de maio de 1941, na sua amada Canguçu. O sepultamento do "seu" Carlinhos Pereira ocorrerá hoje, 29 de novembro de 2015, às 18 horas, no Cemitério Ecumênico São Francisco de Paula, no Bairro Fragata.
    .
    - " Toma nota aí, ô Rocha: Eu não tenho medo dessa viagem!"
    .
    - " Pois então eu te desejo um bom voo, querido amigo Charles, sem turbulências e sem temores!" ( Afinal, que é a morte? Se a considerarmos em si só, se, por uma abstração mental, a separarmos dos fantasmas que lhe associamos, veremos que não passa de uma operação da natureza; e é infantil temer uma operação da natureza).
    .
    Meu abraço à Neida, sua esposa; e à Samanta, aquela menina de 8 anos que em 1986 queria ser Engenheira Química. Pois a moça que estava ao lado dele neste final de tarde de domingo seguiu à risca um projeto de vida: e despediu-se de seu amado pai na condição de Engenheira Química com Doutorado em Barcelona, além de professora do Instituto Federal de Ensino Tecnológico do Rio de Janeiro, IFRJ.

    Leia mais sobre: Clayton Rocha, Opiniões

    Fonte: Clayton Rocha

    Compartilhe

    Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

    Comentários (1)

    feito em 01/12/2015 14:31:47

    Lembro do Carlinhos dizendo:
    - E aí campeão!
    Senti saudades, agora, daquele tempo. Marcelo Costa Santos

    Deixe um comentário

    ATENÇÃO: O comentário não exige identificação e somente será publicado quando aprovado pelo editor do site.

    Siga esta matéria

    Informe seu nome e e-mail abaixo para o sistema enviar um aviso quando houver atualizações nos comentários desta matéria.

    Topo 980x160

    banner4 160x90

    banner1 160x180

    banner2 160x180

    banner2 160x90

    banner1 160x90

    banner3 160x90