Container

Palácio do Comércio

Endereço: Rua Sete de Setembro, 274/7º andar - Centro - Pelotas - RS

Telefone: (53) 3307-0313 - - Twitter: @pelotas13horas

Programa: Pelotas 13 Horas, onde o debate é livre e a opinião independente

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Clayton Rocha - Trajetória

    Artigos

    Igreja do Cristo Redentor

    Sou de família tradicionalmente católica romana. Apesar disso, a Igreja do Redentor entrou muito cedo em minha vida e teve, sobre mim, forte influência, quem sabe até me inclui, e a pessoas como eu, no movimento ecumênico da era atual.

    Publicado 11/03

    Sou de família tradicionalmente católica romana.

    Apesar disso, a Igreja do Redentor entrou muito cedo em minha vida e teve, sobre mim, forte influência, quem sabe até me inclui, e a pessoas como eu, no movimento ecumênico da era atual.

    Quando voltei de são Gabriel, lá da Xarqueada Santa Brígida, fui morar no Paço dos Carros, onde meu avô paterno tinha uma propriedade rural.

    Ali, meu pai - Armando da Nova Gomes – passou a desenvolver uma atividade rural, assim como plantação de trigo, de linhaça e outras culturas mais, além de criação de vacas holandesas que se destinavam à produção de leite.

    A casa em que morávamos ficava a cerca de um quilômetro do Orfanato Reverendo Severo da Silva, que pertencia à Igreja Episcopal Brasileira, juntamente com o Colégio Santa Margarida e a Paróquia do Cristo Redentor.

    O Orfanato abrigava meninas de até 18 anos, com as quais, eu e minha irmã Belinha, fizemos grandes amizades.

    Então, posso dizer, sem medo de errar: recebemos aí as primeiras lições de vida e, junto com a orientação do lar, formamos nossa personalidade e seguimos o caminho da ética, tão rigorosamente perseguido pela reforma protestante.

    Meu pai, um pouco descrente, aproximou-se muito da Igreja Episcopal e se tornou um benfeitor do orfanato.

    Fez grande amizade com o bispo Atalicio Pithan, que por diversas vezes recebemos em nossa casa. Era um homem de extraordinária cultura e um religioso de fantástica liderança.

    A partir de um determinado momento, minha irmã veio estudar no Colégio Santa Margarida, como interna.

    Passado algum tempo, viemos todos morar na cidade em um “bungalow” de fronte ao lado do Santa Margarida.

    Aí tivemos uma vida maravilhosa e o pátio do colégio, que minha irmã defendia com extraordinária garra no vôlei, ficou sendo o ponto principal de nossa convivência juvenil com as novas amizades.

    Mais do que isso, fazíamos parte da Êxedra, que ficava atrás da Igreja do Redentor onde a mocidade episcopal se reunia, aos sábados, praticando jogos sociais e para ver filmes em super oito.

    Começaram na Êxedra muitos namoros e era onde encontrávamos as internas do Santa Margarida, na época dirigido pela D. Doquinha Leão.

    As diferenças religiosas eram mais acentuadas do que hoje. Por isso, como já disse, éramos precursores do moderno ecumenismo.

    Minha irmã, com o apoio dos meus pais, fez a confirmação nessa igreja, quando participamos de alegre festa, com chocolate, tortas e tudo o mais.

    Continuamos nossa vida, já adultos, levados por outros caminhos.

    A Cláudia, minha irmã mais velha estudava no São José e permaneceu católica romana; a Belinha seguiu com suas dúvidas religiosas e eu, muitas vezes acho, sinto pena de  ter-me desligado por completo.

    Quem sabe no futuro...

    Mas, voltei muitas vezes à Igreja do Redentor, apelidada, por causa da belíssima hera que lhe cobre a fachada, de forma muito imprópria, que nem gosto de repetir. Ela se constitui mesmo em dos pontos marcantes da cidade. Creio até que nenhum cartão postal de Pelotas sirva tanto para identificar a nossa terra como a Igreja do Redentor.

    Mas aquela diferença de que falei, entre as religiões, principalmente cristãs, graças a Deus, deixou de existir. Lá, naquela época do orfanato, guardei uma frase(mais tarde ouvi repetida por outros religiosos) pronunciada pelo bispo Pithan, que jamais saiu da minha memória: “a igreja católica e a protestante têm muito mais que as aproxime do que as afaste”.

    P.S: O meu amigo Ramacés Hartwuig, partor anglicano, deu-me a informação abaixo:

    “Hoje, a Igreja Episcopal Brasileira tem o nome de Igreja Episcopal Anglicana do Brasil(IEAB) e a Paróquia do Redentor é a Catedral da Diocese Anglicana de Pelotas( que abrange todo o extremo sul-leste do Rio Grande do Sul, criada em 12 de março de l988”.

    Leia mais sobre: Artigos, José Rodrigues Gomes Neto

    Fonte: José Rodrigues Gomes Neto

    Compartilhe

    Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

    Deixe um comentário

    ATENÇÃO: O comentário não exige identificação e somente será publicado quando aprovado pelo editor do site.

    Siga esta matéria

    Informe seu nome e e-mail abaixo para o sistema enviar um aviso quando houver atualizações nos comentários desta matéria.

    Topo 980x160

    banner4 160x90

    banner1 160x180

    banner2 160x180

    banner2 160x90

    banner1 160x90

    banner3 160x90