Container

Palácio do Comércio

Endereço: Rua Sete de Setembro, 274/7º andar - Centro - Pelotas - RS

Telefone: (53) 3307-0313 - - Twitter: @pelotas13horas

Programa: Pelotas 13 Horas, onde o debate é livre e a opinião independente

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Clayton Rocha - Trajetória

    José Rodrigues Gomes Neto

    Carta a Mário Magalhães

    Não tinha bem clara, em mim, a diferença entre uma simples crônica e um poema em prosa. Parecia-me que poema implicasse sempre em versos rimados.

    Publicado 05/01

    Meu Caro Professor.

    Não tinha bem clara, em mim, a diferença entre uma simples crônica e um poema em prosa. Parecia-me que poema implicasse sempre em versos rimados. Quando ouvia alguém, falando sobre algo escrito em prosa, tomá-lo como poema, eu ficava com a impressão de que o texto trazia, em si, um significado mais expressivo, talvez mais carregado de emoção, embora, a meu ver, mal classificado.

    Não pretendia, com isso, estabelecer uma hierarquia entre os dois gêneros literários. Assim eu pensei até há poucos dias passados. O Marasco, o Eduardo, filho do Marasco (na minha geração costumamos identificar as pessoas mais jovens pela estirpe) e eu, conversávamos descontraidamente sobre as cousas belas da vida.

    Falávamos sobre política (por si só ela é bela) e fomos evoluindo para natureza, arte em geral e, por fim, entramos em Literatura. Aí, cada um referiu a autores, obras preferidas, estilos, etc.

    Então, lembrei-me da dúvida a que me referi no início e falei para eles. O Marasco logo saltou, acompanhado pelo Eduardo, talvez compromissado pela condição de filho, e me colocaram em situação de inferioridade. A princípio, pensei que fosse apenas numérica. Mas, enganei-me. Substancialmente eles tinham razão. Poema não tem de ser, obrigatoriamente, rimado. Aceitei a argumentação deles.

    Agora, depois de tantos anos, pensando de um determinado jeito, não é assim, numa paletada, que a gente se entrega, não?

    Tentei, Mário, ainda buscar alguns argumentos a favor da minha tese. Aí, o Marasco foi desleal. Sabes o que ele fez? Leu um texto de tua autoria, chamado “Feitio de consolo”.

    Nele, contas a fuga de casa de um dos teus filhos, quando  tinha dois anos e meio, porque tu ralharas com ele por causa de alguma travessura. O importante é que ele te avisou que ia embora e não voltaria mais e saiu pela calçada.Não vou transcrever o texto aqui, mas quero apenas contar o que se passou, quando minutos depois, ele, que esteve, sem saber, sempre sob tuas vistas, voltou.

    Ele perguntou: “Fui eu que voltei ou tu me procuraste? ” Agora, o Marasco, o Eduardo e eu, em lágrimas, louvamos a beleza do teu POEMA, sim, POEMA, porque não há outra forma de classificar tanta beleza literária.

    Foi um momento maravilhoso, porque, afinal, fiquei sabendo que existe poema em prosa e minha dúvida ficou dissipada. Esse teu poema coloca a literatura que fazes em primeira linha entre os escritores contemporâneos de todos os lugares.

    Mas não quero terminar esta carta, que vai chegar às tuas mãos através do site, ou sei lá que nome tenha isso que a Internet envia, sem pedir que publiques novamente o poema, vale a pena.

    Leia mais sobre: José Rodrigues Gomes Neto, Opiniões

    Fonte: José Gomes Neto

    Compartilhe

    Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

    Comentários (2)

    feito em 01/03/2012 16:15:47

    Só hoje, em Punta del Este, tomei conhecimento do artigo do José Gomes Neto. Fiquei comovido, agradeço a ele, ao Eduardo e ao Marasco. Não posso deixar de enviar a minha crônica, gratamente.

    Mario Osorio Magalhães

    feito em 06/01/2012 15:27:32

    O texto do Mário Osório Magalhães é emocionante.
    Já o li várias vezes e sempre fico tocado por sua verdade e beleza.
    Acho que o site deve buscar sua publicação.
    Marasco

    Deixe um comentário

    ATENÇÃO: O comentário não exige identificação e somente será publicado quando aprovado pelo editor do site.

    Siga esta matéria

    Informe seu nome e e-mail abaixo para o sistema enviar um aviso quando houver atualizações nos comentários desta matéria.

    Topo 980x160

    banner4 160x90

    banner1 160x180

    banner2 160x180

    banner2 160x90

    banner1 160x90

    banner3 160x90