Container

Palácio do Comércio

Endereço: Rua Sete de Setembro, 274/7º andar - Centro - Pelotas - RS

Telefone: (53) 3272-1300 - - Twitter: @pelotas13horas

Programa: Pelotas 13 Horas, onde o debate é livre e a opinião independente

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Clayton Rocha - Trajetória

    Da redação

    Audiência Pública abre debates sobre o Código de Convivência

    Encontro reuniu diversos segmentos da sociedade.

    Publicado 21/03

    Em um plenário lotado e com a democracia que a comunidade Pelotense merece, aconteceu na noite desta terça-feira (20), Audiência Pública que abriu os debates sobre a proposta encaminhada ao legislativo pela Prefeita Paula Mascarenhas, que cria o Código de Convivência de Pelotas.

    O encontro, que foi promovido pelo vereador e líder do governo na Câmara de Vereadores, Fabrício Tavares (PSD), contou com a presença de representantes da comunidade, órgãos de segurança pública, Judiciário, associações de bairro, representantes da prefeitura e movimentos sociais.

    Na abertura da audiência, o diretor-executivo do Instituto Cidade Segura e consultor na área de segurança, Alberto Kopittke, fez uma apresentação sobre os números da violência em Pelotas nos últimos anos, ressaltando a importância do Código de Convivência para a redução destes índices. “O projeto se baseia em exemplos que deram certo em outras cidades. Grande parte da população de Pelotas sofre com problemas de perturbação do sossego, precisamos trabalhar para que as pessoas tenham um convívio social mais harmônico”, afirmou Kopittke.

    Após a apresentação, a palavra foi aberta para a comunidade e mais de 20 pessoas, representando diversos segmentos e entidades, manifestaram-se. Algumas se posicionaram contrárias ao Código e outras favoráveis ao Projeto.

    Para o proponente da Audiência Pública, vereador Fabrício Tavares (PSD), o poder legislativo cumpriu o seu papel: “Nossa ideia foi justamente abrir o espaço para a população discutir o assunto junto com as forças de seguranças, poder judiciário e vereadores. Precisamos debater sim o Código de Convivência, mas é necessário que o debate seja feito com responsabilidade e com ideias construtivas”.

    O secretário de segurança de Pelotas, Aldo Bruno, ouviu atentamente todas as manifestações e,também, salientou a importância do projeto: “Grande parte da população de Pelotas sofre com a perturbação do sossego, são milhares de pessoas que não conseguem dormir a noite por este problema. Isto é apenas um ponto do Código, existem diversos artigos que buscam melhorar o convívio em sociedade na nossa cidade”, destacou o secretário.
     

    Leia mais sobre: Da redação, Geral, Notícias Locais, Política

    Compartilhe

    Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

    Deixe um comentário

    ATENÇÃO: O comentário não exige identificação e somente será publicado quando aprovado pelo editor do site.

    Siga esta matéria

    Informe seu nome e e-mail abaixo para o sistema enviar um aviso quando houver atualizações nos comentários desta matéria.

    Topo 980x160

    banner4 160x90

    banner1 160x180

    banner2 160x180

    banner2 160x90

    banner1 160x90

    banner3 160x90